Abertas as inscrições para o II Prêmio ENDEAVOR & Exame PME de Empreendedorismo


Pessoal,

Mostrem para o Brasil o potencial que a sua empresa tem para crescer, a inovação que você trouxe para o negócio, a trajetória da sua carreira que merece ser reconhecida.

Garanta sua inscrição pois as vagas são limitadas!
www.endeavor.org.br/premio

A recompensa, começa logo na seleção dos finalistas com o seguinte Jurí até o momento:
Alexandre Silva, Walter Longo, Patrick Morin, Veronica Serra, Mario Bethlem, Silvio Genesini, Eduardo Bom Angelo, José Grubisich, Márcio Utsch, Pedro Passos, Walter Torre Jr.

Ano passado, o Prêmio virou matéria de capa na revista Exame PME e contou com os seguintes jurados (de muuuuuuuito peso):
Luiza Helena Trajano, Edson Vaz Musa, David Thomas, Robinson Shiba, Laércio Cosentino, Marília Rocca, Bento Koike, entre outros.
Não perca!

Anúncios

Amazon Sat e Instituto Endeavor lançam Semana Global de Empreendedorismo

MANAUS – O canal Amazon Sat, em parceria com o Instituto Empreender Endeavor, lançaram ontem (19), a I Semana Global de Empreendedorismo no salão de eventos do Studio 5 Festival Mall. O lançamento já vem ocorrendo em outras cidades do Brasil desde o início do ano e prepara os participantes para um importante movimento empreendedor que ocorrerá no período de 17 a 23 de novembro. Na mesma data, o evento será realizado, simultaneamente, em outras cidades do Brasil e em outros de 56 países. No lançamento da Semana Global, foram ministradas palestras e workshops sobre temas empresariais por instituições como o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/AM) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial no Amazonas (Senac-AM). A organização Endeavor é uma entidade sem fins lucrativos que tem como missão promover o desenvolvimento sustentável no Brasil, por meio do apoio a empreendedores inovadores, gerando postos de trabalho e renda. Novos empreendedores Segundo o analista de Marketing do Amazon Sat, William Duarte, a participação do canal no evento tem como objetivo dar oportunidades a novos empreendedores da região que possuem idéias empresariais, mas não sabem como desenvolvê-las. Para a coordenadora de Comunicação e Relações Institucionais do Endeavor, Ludmilla Figueiredo, a semana será a grande chance para mudar a cara do Brasil empreendedor. “É um importante movimento que já vem sendo realizado há quatro anos em outros países e agora alcançou o Brasil para mudar o perfil do empreendedorismo no país”, disse. De acordo com o regulamento do evento no site da Endeavor, durante a semana Global de Empreendedorismo, em novembro, haverá uma ‘gincana’ entre os participantes brasileiros e de outros países que deverão apresentar propostas e atividades para a área empresarial. O vencedor poderá ser premiado com uma viagem. A principal finalidade é fomentar o movimento e a interação da semana em todo o mundo. “Queremos ver os jovens que tenham intenção de abrir um negócio, e os funcionários de uma instituição trabalhem essa atitude e que a gente consiga colocar o assunto em pauta em na comunidade internacional”, afirmou Ludmilla.Para assistir a vídeos com notícias e informações sobre a Amazônia, acesse http://www.portalamazonia.com/videosdaamazonia. Faça o seu cadastro e assista por 30 dias grátis

Jornal do Tocantins Divulga a Semana!!!!

Brasileira é uma das 20 melhores escolas de negócio do mundo, segundo o FT

EXAME A Fundação Dom Cabral, de Minas Gerais, é uma das 20 melhores escolas de negócio do mundo, no segmento de educação continuada, de acordo com o ranking elaborado pelo jornal britânico Financial Times.

Veja o Ranking das melhores escolas de negócio
http://www.ft.com/

A Fundação Dom Cabral vem subindo no ranking do Financial Times. Em 2006, por exemplo, ocupava a 19ª posição. No ano passado, estava na 17ª. O ranking completo engloba 45 instituições que oferecem cursos sob demanda e cursos abertos. São analisados 16 critérios, que consideram tanto a avaliação dos clientes dos cursos, quanto um questionário preenchido pela própria escola. Em sete destes quesitos, a brasileira está entre as dez primeiras: preparação do conteúdo; desenho do curso; qualidade dos participantes; follow-up; infra-estrutura; localização; e parcerias. O critério em que é mais deficiente é a ausência de palestrantes e participantes internacionais nos cursos. Neste item, a Fundação Dom Cabral ficou em 43º lugar.
A escola brasileira também é uma das três únicas representantes latino-americanas na lista – e a melhor colocada. O Ipade, do México, ficou na 19ª colocação, empatado com o MIT. Já a Argentina IAE Management and Business School vem em 25º.

Veja o Ranking das melhores escolas de negócio http://www.ft.com/

Fonte: Financial Times

Semana Global do Empreendedorismo – Tocantins


Em abril, a Endeavor foi até Palmas divulgar a Semana Global do Empreendedorismo e engajar mais parceiros para o movimento.

A reunião foi um sucesso! Cerca de 40 pessoas estavam presentes e todos participaram ativamente, visando uma Semana repleta de atividades.

Dentre as organizações estavam a Endeavor, representada pela Ludmilla Figueiredo, para levar o movimento até o Estado; o IEL, a Junior Achievement, o Sebrae, o Corpo de Bombeiros (Polícia Militar), a Seduc, a organização Jaime Câmara, a FIETO, Naturatins, Celtins, AJE, universidades, Câmara dos Vereadores, enfim; diversos nomes.

Agradeço ao José Ernesto, Sebrae – TO, a Josy, Adriane e Michel, Junior Achievement – TO por toda organização do evento e mobilização de parceiros. Sem acreditar, nada disto teria sido possível.

O cenário de Tocantins impressiona. De toda a população, 76% é funcionário público. Como o Estado tem 19 anos, a maioria é jovem e este é um ponto a ser trabalhado com a Semana. É possível se empreender em carreira pública, mas entrar na faculdade visando um emprego público para ter estabilidade, pode refletir em acomodação e não produtividade.

A região tem muito potencial e espaço para ser desenvolvida em diversos setores. É preciso estimular os jovens da região a perceberem o quanto podem contribuir lá ao invés de se formar e abandonar o Estado ou ainda seguir carreira pública para garantir o emprego vitalício, apenas.

Abraços,

Empreendedorismo para gerar emprego e renda


Um convênio foi assinado na Rocinha, maior favela da América Latina, com cerca de 150 mil habitantes, localizada na zona sul do Rio de Janeiro. Seu objetivo é gerar renda e emprego para a comunidade através do empreendedorismo. A construção de alternativas junto com a comunidade local é o grande diferencial deste projeto. Foram os próprios moradores que identificaram as áreas prioritárias para o começo das ações: comércio, serviços e turismo; esporte e cultura e artesanato e meio ambiente. A estimativa é que entre 1,5 mil e 2 mil famílias sejam beneficiadas nos próximos dois anos, segundo informou a Agência Sebrae.
São parceiros o Ministério da Cultura, empresas privadas, Banco do Brasil, Instituto Gênesis da Pontifícia Universidade Católica (PUC-RJ) e cerca de 30 entidades que atuam na Rocinha. Apresentações de grupos de dança, chorinho e capoeira marcaram a cerimônia que formaliza um projeto ambicioso do Sebrae no Rio de Janeiro: criar um cenário de desenvolvimento econômico e social na Rocinha. A meta é aumentar em 10% o número de pessoas ocupadas até dezembro de 2010.
Na prática, o projeto já começou. Lideranças locais foram capacitadas nos cursos Liderar e Líder Cidadão para olhar a comunidade de forma diferenciada, identificando os problemas e encontrando as melhores alternativas para solucioná-los. Para mostrar a importância do conhecimento, foram entregues ainda diplomas para os participantes do curso Elaboração de Projetos e Capacitação de Recursos. Só este ano, serão realizados outros dez cursos na área de Empreendedorismo, ampliando significativamente as ações do Sebrae/RJ, que atua na Rocinha desde 1996, através de um Balcão na comunidade.
‘O Brasil está vivendo um momento especial, quando mais de 40 milhões de pessoas saíram da linha da pobreza. Mas para aproveitar o ciclo de crescimento é preciso ter ferramentas. O Sebrae não é protagonista de nada. Nosso papel é de ajudar as pessoas a desenvolverem suas capacidades. Vocês já estão fazendo isso e merecem os parabéns. Agora é aproveitar a capacitação e a união de todas estas entidades para crescer na vida. Vocês devem praticar surfe nessa onda’, brincou o diretor-superintendente do Sebrae/RJ, Sérgio Malta, que entregou os diplomas.
‘O desenvolvimento deste projeto com entidades locais é um diferencial muito importante porque tem como elemento catalisador a força da identidade cultural que reforça a união e é capaz de provocar uma mudança de vida’, disse o representante do Ministério da Cultura, Adair Rocha. O Ministério e Sebrae/RJ também pretendem montar um Museu Popular da Rocinha, e um Centro de História e Memória da Rocinha.–>

http://empresas.globo.com/Empresasenegocios/0,19125,ERA1680591-2574,00.html

Wall Street Journal divulga lista dos 20 maiores gurus de gestão da atualidade

Relação mostra que os homens de negócios diversificaram suas fontes de consulta e procuram agora de escritores a psicólogos

O consultor Gary Hamel é, atualmente, o pensador mais respeitado pelos homens e mulheres de negócios da atualidade. Hamel lidera a lista dos 20 gurus mais influentes de hoje, publicada pelo jornal Wall Street Journal, bem à frente de medalhões do mundo corporativo, como o mitológico Jack Welch, ex-presidente da General Electric. Welch ocupa um distante 18º lugar na relação. Hamel consolidou-se como superguru da administração ao publicar, em 1994, o livro “Competindo pelo futuro”, em parceria com C.K.Prahalad, professor da Universidade de Michigan.

Para seus admiradores, o mérito de Hamel é usar o bom senso para analisar os métodos de administração. Uma das idéias defendidas por ele é a de que, no longo prazo, o sucesso das empresas depende muito mais do modo como são administradas, que de sua estratégia ou de seus produtos.

Os cinco maiores gurus dos negócios, segundo o Wall Street Journal

Primeiro: Gary Hamel –consultor
Último livro: O futuro da administração

Segundo: Thomas L. Friedman – colunista do New York Times
Último livro: Hot, flat and crowded (previsto para ser publicado em agosto)

Terceiro: Bill Gates – fundador da Microsoft
Último livro: Business @ the speed of tought

Quarto: Malcolm Gladwell – escritor
Último livro: Blink: a decisão num piscar de olhos

Quinto: Howard Gardner – professor de Harvard
Último livro: Responsability at work (participou como editor da obra)

De acordo com o WSJ, embora seja o líder, Hamel pode ser considerado o único superguru típico do ranking. Os demais citados representam uma grande variedade de áreas do conhecimento humano, abrangendo de jornalistas a psicólogos. Para o jornal americano, isso mostra que os executivos estão procurando, cada vez mais, variar suas fontes de informação, a fim de compreender as profundas transformações que o mundo e as relações humanas atravessam.

O segundo colocado no ranking ilustra bem essa mudança. Trata-se de Thomas Friedman, colunista do jornal New York Times e autor do best-seller “O mundo é plano”. O livro já vendeu mais de dois milhões de cópias em todo o mundo. Para Friedman, seu mérito é “oferecer às pessoas um modo bastante simples de explicar um conjunto complexo de mudanças que está, de fato, alterando o ambiente onde elas vivem, trabalham e atuam”.

Adaptado de Exame – 09/05/08